CASA BENFICA VILA REAL DE SANTO ANTONIO - NO FUTSAL, PELO FUTSAL E PARA O FUTSAL
 
CASA DO S.L.BENFICA DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO - FUTSAL - 2010/2011
CASA BENFICA V.R.S.A. - FUTSAL  
  NOTICIAS DA NOSSA EQUIPA
  CONTADOR DE VISITAS
NOTICIAS DA NOSSA EQUIPA

          
Comunicado
 
Venho por este meio, comunicar a todos os sócios, simpatizantes, apoiantes, colaboradores, dirigentes, agentes desportivos, executivo camarário, atletas e também a todos os que seguem a modalidade de futsal, sejam do nosso clube assim como de todos os clubes adversários, que resolvi terminar a minha ligação à Casa do S. L. Benfica de Vila Real de Santo António, tanto a de treinador como ao mesmo tempo a de colaborador e dirigente. É uma decisão estritamente pessoal, não visando nem culpabilizando nada nem ninguém, e deve-se apenas a seguir tanto o que me diz a minha cabeça como o meu coração, sendo muito possivelmente uma saída definitiva do futsal (e do futebol), digo isto porque este é o meu pensar neste momento, no entanto, nunca se pode dizer “desta água não beberei”. É um acumular e um culminar de alguns anos de trabalho, intenso, dedicado, dando o meu máximo, umas vezes mais conseguido e outra não, no entanto, e tendo como referência os meus objectivos para o evoluir da modalidade a nível algarvio, deixo para mim uma sensação de dever cumprido, mesmo sabendo que possivelmente não agradei a toda a gente (o que é natural), o que é certo é que conheci algumas pessoas ligadas a este universo futsalistico, e criei alguns conhecimentos e amizades, que só por isso sei que VALEU A PENA.
Quero deixar aqui indicada a minha gratidão a todos os elementos que fizeram parte do meu STAFF assim como, a todos os atletas (sem excepção) que me “passaram pelas mãos”, de todos os escalões, com melhores ou piores relacionamentos, nunca nenhum me desiludiu como atleta e todos os que por cá passaram foram escolhidos sempre por mim, com maior ou menor conhecimento, no entanto não me queixarei jamais do rendimento que tiveram, como homens e como pessoas, a grande maioria cumpriu à perfeição o que deles esperava e todos estes poderão contar comigo para tudo o que eu possa colaborar ou ajudar.
Ao meu actual presidente, César Costa, agradecer todo o apoio que sempre deu, trabalhando incessantemente para o clube e sendo muitas vezes o único elemento com o qual eu podia contar para colaboração. Foi um apoio a 100%, respondendo sempre a todas as minhas solicitações e petições, e, sobre esta relação “profissional”, foi construída uma relação de amizade a qual eu desejo que continue.
De salientar ainda o “movimento de massas” que conseguimos criar com o aparecimento deste clube no futsal, pavilhão com maior média de assistência tanto no Algarve como possivelmente na série D da 3ª divisão, foi impressionante e entusiasmante, mas ainda mais sentir o carinho da gente que nos acompanhou em momentos complicados nos quais a equipa precisava de apoio: 65 acompanhantes a Paderne (na 2ª distrital), 60/70 a S. Pedro (1ª distrital), 60/70 a Martinlongo (esta temporada), a todos os que estiveram presentes nestes e noutros exemplos, OBRIGADO, sinceramente penso, que sem todos vocês, nada disto teria sido possível.
Quero também agradecer a todos os agentes de equipas adversárias (dirigentes, colaboradores, etc.), árbitros, dirigentes da A.F.A. e trabalhadores da A.F.A., tentei sempre manter uma relação cordial, transparente, colaboradora e amável, situação que foi conseguida na esmagadora maioria das vezes, e que penso, devia ser seguida por todos.
Um agradecimento a TODOS os atletas adversários, alguns dos quais fui conhecendo melhor e falando mais vezes, outros o nosso relacionamento foi apenas no campo, no entanto, consegui criar um clima de respeito e admiração recíprocos, o que faz com que sinta que esta foi uma das coisas que mais me engrandeceu como treinador. É extremamente gratificante, não ter, ou, pelo menos, não sentir que tenho, nenhum dos atletas adversários, com algo a apontar-me por desrespeito, nem eu a NENHUM deles.
Uma palavra para todos os treinadores: conheci bastantes e tenho um bom relacionamento com quase todos, e com alguns, essa relação foi aumentando, construída alicerçada em alguma amizade que foi aparecendo, esta é naturalmente a imagem com a qual eu quero ficar. Aprendi e tirei ilações de todos eles, e senti sempre colaboração de muitos colegas, mas alguns deles tiveram essa colaboração mais vezes (algumas vezes resumida a pequenas conversas, ou mesmo mensagens, encorajadoras e motivadoras, com algum apoio e/ou ajuda em momentos complicados), gostava de realçar o apoio de colegas como o Rosa Coutinho, Luís Barradas, Paulo Cavaco, Nuno Franco, Tomás Viegas (apesar de disputarmos posição até à ultima jornada tivemos sempre um relacionamento de cooperação e ajuda, trocando ideias e apreciações dos adversários), e menção especial ao Prof. Orlando Duarte, que sempre se dispôs a ajudar quando solicitado. A estes e a todos os outros, o meu agradecimento, tentei corresponder sempre da melhor forma e mais justa possível.
ESPECIAL referência para o colega que mais colaborou, que mais ajudou e que SEMPRE, sem excepção, esteve presente ao longo destes últimos três anos (só o conheci no curso de treinadores de futsal II nível), especialmente nos momentos difíceis e complicados, foi sempre meu AMIGO, APOIANTE e “CONSELHEIRO”. Tentei sempre seguir fielmente a maioria dos conselhos e opiniões que me deu, e, sinceramente, fiz uma grande opção de ter pensado assim. Um grande abraço e um AGRADECIMENTO MUITO SENTIDO para o JULIANO, uma amizade que “encontrei” no futsal.
Por último, mas para mim, o MAIS IMPORTANTE, agradecer a todos os familiares e amigos que me apoiaram nesta epopeia pelo futsal, principalmente à minha mulher, que teve de aturar todos os meus problemas e complicações e muitas vezes não pôde desfrutar comigo dos melhores momentos da equipa, foi no entanto a maior incentivadora e motivadora para o desempenho da minha função de treinador.
O MEU MAIOR ABRAÇO vai para os meus três filhos (Renato, 18 anos – Susana, 15 anos – Matilde, 5 anos), estes FORAM SEMPRE o meu PRÉMIO DE JOGO, independentemente do resultado conquistado, estiveram sempre presentes e viveram emotivamente todos os meus jogos, deslocaram-se e apoiaram sempre (o Renato fez neste sábado quase 1000 Km ida e volta para assistir ao último jogo da temporada, importantíssimo para a equipa e fez questão de estar presente), SOBRE ISTO E SOBRE ELES, NÃO HÁ PALAVRAS QUE POSSAM EXPRIMIR O MEU SENTIMENTO.
A minha trajectória e o meu desempenho, deve algo a todas estas referências do meu comunicado, também possivelmente a outros que sem intenção possa ter-me esquecido mencionar, portanto para todos:
MUITO OBRIGADO
 
 
Fernando Vasques
24-5-2011
Capelense 3-2 Casa Benfica VRSA (AAUALG)  
   
Publicidad  
   
LIVRE ESTUDADO. ESTRAORDINÁRIA MARCAÇÃO DE UM LIVRE, AO NIVEL DAS MELHORES ESTRATÉGIAS DE BOLA PARADA  
   
ESTE HOMEM MARCOU UM GOLO IMPOSSIVEL DE UMA FORMA CASUAL, CERTAMENTE NÃO CONSEGUE REPETIR  
   
NOS ANOS 80 O JOGADOR DE EL SALVADOR, MAGICO GONZALEZ MARAVILHOU O MUNDO AO SERVIÇO DO CADIZ. VALE A PENA RECORDAR…  
   
GOLO ANULADO AO ZAMALEK (EGITO) QUE PERMITIA A PASSAGEM À PRÓXIMA RONDA DA LIGA CAMPEOES AFRICANOS DEU INVASAO DE CAMPO  
   
Visitas hoje: 1 visitantes (1 clics a subpáginas)
=> ¿Desea una página web gratis? Pues, haz clic aquí! <=